Projetos e resultados


Projetos e resultados

Iniciativas do Instituto

Por meio de editais de seleção e com o apoio de um comitê especializado, o Instituto Carrefour escolhe e apoia projetos que estejam alinhados aos seus valores e princípios.

Projeto Conexão Varejo

Um dos principais projetos apoiados pelo Instituto Carrefour - em parceria com a Fondation Carrefour - o Projeto Conexão Varejo é desenvolvido pela a Rede Cidadã, organização parceira, e tem como objetivo a inserção profissional de jovens e adultos na área do varejo alimentar, por meio da qualificação profissional e do encaminhamento para processos seletivos em empresas varejistas.

A metodologia, consolidada pela Rede Cidadã, é composta de um processo de 44 h por pessoa, como segue:

  • Captação, orientação e cadastro dos jovens
  • Mapa de competência –aplicação e devolutiva (ferramenta Profiler)
  • Formação básica – orientação Profissional Prática (4 h)
  • Formação teórica especializada (12 h)
    • Introdução básica ao varejo supermercadista (4 h)
    • Higiene e saúde (4 h)
    • Atendimento (4 h)
  • Visita técnica (2 h)
  • Seleção simulada para o Banco de Talentos (1 h)
  • Avaliação e certificação (1 h)
  • Encaminhamento para processo seletivo

As aulas são ministradas por educadores formados pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), que é reconhecida por sua excelência na formação de alianças com a iniciativa pública e de múltiplas parcerias com universidades e centros de pesquisa do Brasil.

Os cursos são ministrados em quatro cidades: São Paulo (SP), Brasília (DF), Belo Horizonte (MG) e Manaus (AM). Desde seu início, em 2013, o projeto já formou mais de 3.500 pessoas, das quais cerca de 1.500 foram empregadas.

Projeto Tenda Circo Teleton Humaniza

Desenvolvido pela AACD, o projeto consiste em oficinas gratuitas de atividades e técnicas circenses oferecidas para crianças e jovens com deficiência - incluindo seus familiares. Também realiza eventos mensais com palestras e o espetáculo circense aberto para apresentação de trabalhos desenvolvidos nas oficinas, no evento Teleton 2014.

Projeto Redes do Saber

Desenvolvido pela Fundação Dorina Nowill para cegos, visa ampliar o acesso de pessoas com deficiência visual ao mundo da leitura por meio da produção e distribuição gratuita de 150 mil livros acessíveis. Entre 2014 e 2015, receberão os livros 3 mil bibliotecas e escolas públicas, bem como organizações sociais que atendem pessoas com deficiência visual em todo o Brasil, criando uma rede nacional de estimulo à leitura. As atividades da rede são realizadas presencialmente em mais de 25 municípios.

Projeto Integrar Arte e Vida

O projeto Integrar Arte e Vida, realizado pela Associação Nacional do Esporte, oferece oficinas de práticas esportivas e atividades complementares de canto, música e artes plásticas para 180 crianças e adolescentes de escolas públicas da região da Baixada Santista, oriundos de famílias que apresentam um quadro socioeconômico de extrema baixa renda. Em 2014, o tema promoção dos direitos humanos foi introduzido nas atividades por meio de um gibi produzido com histórias que abordaram o respeito nas relações humanas.

Projeto as cinco estações

Com o intuito de colocar em pauta a valorização da diversidade e a promoção dos direitos humanos, o Instituto apoia o projeto da ONG Casa do Zezinho, que trará, em 2015, apresentações temáticas das 60 crianças da Orquestra Toca Zezinho, com flash mobs em cinco estações de metrô de São Paulo: Capão Redondo, Pinheiros, Sé, Luz e Paraíso.

Projeto Gira Brasil

Com o objetivo de disseminar cultura e levar inclusão social a comunidades distantes dos grandes centros urbanos, o Instituto apoia o projeto da Magma Plus, que exibirá uma série de filmes nacionais e internacionais com foco na valorização da diversidade, por meio de um caminhão-cinema itinerante, em julho de 2015.

Projeto Biblioteca sem Fronteiras

O objetivo do projeto é dar acesso às pessoas com deficiência visual aos livros produzidos pela Fundação Dorina Nowill. O Instituto apoia o projeto da Fundação na criação de um portal para disponibilização do seu acervo atual. Entre 2015 e 2016 serão mais de 4 mil livros em formatos acessíveis (braile, áudio, digital acessível e fonte ampliada), além das obras que serão lançados e incluídas ao longo dos anos.